Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

Slogans pró-aborto

Estes textos são excertos de um livro de João Araújo:

"Aborto, sim ou não?".

Pretendem desmontar os principais slogans pró-aborto usados actualmente em Portugal.

Discriminação dos Pobres - «Proibir o aborto é uma discriminação das mulheres pobres. As ricas podem ir ao estrangeiro, ou a clínicas privadas, fazer o aborto com toda a segurança. As pobres sujeitam-se a sórdidos vãos de escada».

Abortam-se Fetos: Não Se Abortam Bebés - «O aborto mata um feto, não mata um bebé.» 

Ninguém Aborta Por Prazer - «Nenhuma mulher aborta por prazer (desporto, gosto, etc.). Se ela decide abortar é porque não vê alternativa e quem somos nós para julgar a sua situação particular?»

A Questão de Consciência - «O aborto é uma questão de consciência».

O Feto é Parte do Corpo da Mulher - «O bebé faz parte do corpo da mulher. O aborto mata uma parte do corpo, um parasita.»

Despenalização - «Não se quer legalizar nem liberalizar o aborto: quer-se despenalizar.»

Os Homens Não Podem Falar - «O aborto é uma questão que só diz respeito às mulheres. Não deveria ser discutida nem decidida por homens».

Liberdade de Escolha - «A mulher deve ter a possibilidade de escolher o que lhe parece melhor. Numa sociedade democrática as pessoas são livres. Eu não sou a favor do aborto: sou a favor da liberdade de escolha.»

Impor a Moralidade - «Proibir o aborto é legislar moralidade. Pessoalmente sou contra o aborto, mas não posso impor as minhas convicções morais aos outros».

Mulher e Médico - «O aborto é um assunto da mulher e do seu médico»

Ninguém é Obrigado a Abortar - «A legalização do aborto não obriga ninguém a abortar. Quem entende que as suas convicções não lhe permitem abortar, não aborte».

Personalidade Jurídica - «O aborto é aceitável porque a personalidade jurídica começa no nascimento».

As Cadeias São Pequenas - «Não há possibilidade de prender todas as mulheres (sejam 18000, 20000, etc.) que abortam ilegalmente. Por isso, na prática, o aborto já está legalizado mas sem condições, sem regras, sem controle.»

Pobres e Deficientes - «E nos casos em que o bebé é deficiente ou a mãe é demasiado pobre para o sustentar?»

Outros Países - «Portugal deve juntar-se aos países mais avançados do mundo, aproximando a sua legislação das leis em vigor no estrangeiro.»

Por Razões de Segurança - «Um aborto precoce não tem os riscos do aborto tardio e, assim, a lei, ao permitir o aborto até ás dez semanas, está a promover os abortos precoces que por razões de segurança devem ser sempre preferidos.»

Criminalizar - «Parece-lhe que a mulher que aborta deve ir para a cadeia? Ser presa junto com as criminosas? Ser considerada uma criminosa? Por causa dum feto?»

Tudo é Vida - «E porque não reconhecer direito à vida ao espermatozóide? Também é vida humana, tal como o zigoto.»

publicado por apenasumolhar às 13:13
link do post | comentar
... ...

.olhares recentes

. Capicua escrita

. Máquina de loiça... de po...

. Viver no Kruger Park!

. Aventura no Deserto em TT...

. O Amor Visto Pelas Crianç...

. Design Utilitário Curioso

. Para Rir!

. Patriotismo...

. Sons que gosto de ouvir

. ABRIL, 25

. Fotos de Portugal

. Para pergunta disparatada...

. Maria, a grande artista d...

. No Arquivo Nacional da To...

. E-cards

.olhares passados

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.olhares favoritos

. Poema à mãe

. MAIO - Mês de Pirilampo

. Projecto Esperança - Ajud...

.pesquisar

 

.outros olhares